Lobo em pele de cordeiro

A expressão “lobo em pele de cordeiro” torna-se muito mais CRUEL quando alguém precisa usá-la para definir uma pessoa, que com esse alguém agiu como tal. O lobo vestido de cordeiro é traiçoeiro, tem fala mansa e é “bonzinho” (história da Chapeuzinho), quando, na verdade, esconde as garras por trás de uma brandura altamente perigosa.

Agora me diz uma coisa…sinceridade hein…você conhece alguém 100% bom? (além de Deus é claro!)…Todos precisamos de vez em quando agir por impulso, extravasar, assim comprovamos o quanto humanos somos.

Sempre que enganamos os outros, pagamos pelo nosso erro logo em seguida (Sou prova disso há 3 anos). Isso é aprendizado, as pessoas passam por nossas vidas não a toa, é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente.

Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem. Ás vezes, eles simplesmente se vão. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.

Conheci vários lobos em pele de cordeiro, mas alguns deixavam sempre uma falha na vestimenta, como se nem soubessem por que faziam aquilo. Mas infelizmente tive a oportunidade também de me deparar com alguns estritamente profissionais na arte de encenar! Destes mantenho distância! Todos que já passaram em minha vida (e foram muitos. E zica!) um deles me lembro até hoje. Não lembro o nome dele, me lembro que apareceu do nada, me levou coisas e sonhos e quando olhei para trás ele sumiu. É incrível o poder de convencimento. Considerava ele um anjo (hoje um anjo do mal, claro). Fechei meus olhos para o mundo (não pense que tive um relacionamento amoroso). Ele me veio como amigo, como apoio na hora que eu mais precisava. Errada! Burra! Muito Burra! E nessas horas que estamos mais fracas que caímos em golpes. E esqueci de quem mais eu precisava. FAMÍLIA. Mas como Deus é bom comigo…certo dia tudo isso acabou, perdi coisas, mas recuperei meus olhos. E minha percepção com as pessoas mudou e muito.

Agora prefiro pagar com uma maldade recebida por mera indiferença, não compensa a meu ver nem perder tempo se rebaixando a uma classe de que não faz parte, mesmo que só por vingança! Tenho um grande problema…ou qualidade não sei. Eu não consigo enxergar a maldade nos outros. Não existe pessoas más para mim…inocência “claro”…mas faz parte do meu ser.

Todos nós temos uma grave mania: a de julgar pessoas e coisas, sem antes tomarmos o devido cuidado de verificar todos os lados de cada situação. E uma das coisas que mais fazemos é julgar as pessoas pelo que os outros dizem (Vou deixar esse assunto para outro post). Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia…

Porque escrevi sobre isso? rsss…Pois bem! Conhecerei outras pessoas assim…e aprenderei novamente com o erro. Mas não deixarei de conhecer pessoas. Essa troca de experiências é fantástico. Adoro ouvir….adoro conhecer segredos…adoro sorrir junto a outra pessoa. Tá tudo bem, você deve está dizendo “Essa não é a Carol que eu conheço”. E eu ti digo “Então você não me conhece tão bem”. Aproveite e me ligue, vamos conversar, rs.

Bom…fico por aqui!

“Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro, Ame como se você nunca tivesse sido magoado, e dance como se ninguém estivesse te observando.”

Textos Lidos: Martha Medeiros / Paulo Coelho

About these ads
Esse post foi publicado em Eu sou. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Lobo em pele de cordeiro

  1. Jones Barbosa disse:

    O melhor da vida está dentro de nós, quando temos intimidade o suficiente para entender quemm somos e onde estamos, o coração é algo infinito e surpriendente, quando se damos bem com ele acabamos mostrando que amar é simples como dizer eu te amo……. adorei mto seu blog se soube-se tinha me tornado leitor a mto tempo espero que Deus continue lhe dando sabias palvras e otimos textos como o que li agora, do fundo do meu coração simples meus parabéns isso complementa a pessoa fantastica que vc é, e lembrando eu te vejo como prescreveu nessa frase ” Adoro ouvir….adoro conhecer segredos…adoro sorrir junto a outra pessoa ” é isso ai moça sou mais leitor do seu mundo de conhecimento …… um bjo.

  2. Artur disse:

    muito bom, escreves muito bem… robei sua imagem, precisava escrever um pouco sobre amizades assim. Tomei uma decepção muito grande.

  3. Margarida Alegria disse:

    Tem toda a razão.
    Pessoas assim só nos magoam em vão e nos desgastam. Mas é por vezes difícil resistir a reagir. Sobretudo aos que são especialistas nesses enganos, esses “profissionais” de que fala. Têm mesmo a “arte” toda de iludir e rapidamente sabem dar a volta e se colocar como vítimas (por exemplo, através do levar terceiros a julgar sem conhecer os factos). Fui recentemente vítima de uma pessoa assim, depois de muitas peripécias em que muito apoio lhe dei, pois se fazia de infeliz, de carente, de amiga, acabei por me fartar de atitudes idiotas e até de insultos e afastar. Ainda se resproximou, passados uns tempos, para testar, mas viu que eu já estava noutra e não me acreditava nas suas constantes “reconciliações”. Há pouco soube que andava aí a dizer que a perseguia e a insultava e a fazer-se de vítima. Ignoreio disparate. Há dois dias, num blogue, um novo amiguinho inocente dessa pessoa veio ajudar à troça que ela estava a fazer de outra pessoa DO Bem. Censurei-o pela sua ignorância na defesa de tal “personalidade”. E ele veio com essa que eu a perseguia com nicks e não sei quê (quando essa é a especialidade dela, pois é paranóica: inventar vários perfis em redes sociais para andar a ver se dizem mal dela. Uma tristeza!), coisas que certamente ela andara a dizer de mim aos novos (constantemente novos a té deitar fora) “amigos”. São quase todos amigos na blogosfera, mas eu conhecia-a na vida real. Eu já estava serena, mas a ignorância/cegueira e disparate do rapaz tirou-me do sério.
    A outra é uma pessoa mesmo má, que ou por ociosidade ou pura maldade vive a morder as pessoas que mais a ajudam e não tratando os seus grandes problemas mentais, cada vez mais fundos. Há quem tenha problemas mentais mas seja excelente pessoa. Não há justificação possível para a maldade.Isso não!
    Eu já há muito que lhe tinha perdoado (perdoado, mas não esquecido, claro!) com muito custo até. Fora uma forma de me Libertar da sua crueldade constante! mas não permitirei ,se puder, que ela venha a magoar também outras pessoas que conheço, que são correctas e que sei que lhe deram também a mão em ocasiões difíceis. Por isso, não é tão fácil a gente se desligar destas coisas e ignorar, pois infelizmente esses seres maus nunca se “desligam” de brincar com a boa vontade dos outros. Alimentam-se disso, até, como o lobo com pele de cordeiro no meio do rebanho. Diz a história que acabam por ser apanhados pelo pastor e confundidos com um cordeiro e… comidos! Que poucas vítimas façam entretanto.
    Peço desculpa pelo longo comentário, mas foi uma situação muito recente ainda, com este reabrir de feridas e de indignação.
    Gostei do texto!
    Abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s